Conduzir e Operar com o Trator em Segurança

100.00

Contacto para próxima edição

REF: 101 Categoria:

Descrição


Idade Mínima: 0
Idade Máxima: 0
Situação: Empregados por conta própria
Empregados por conta de outrem – Internos
Empregados por conta de outrem – Externos

Habilitações Mínimas: Ensino secundário
Habilitações Específicas: Nível 4 ou equivalente da área das Ciências Agrárias.


Atualizar os conhecimentos teóricos e práticos dos formadores na área da mecanização agrícola e condução de veículos agrícolas, designadamente sobre condução e operação de tratores em segurança tendo em vista a melhoria do seu desempenho.


Introdução ao curso
M1- Acidentes com tratores em Portugal
M2 – Caraterísticas do trator agrícola
M3 – Condução e prevenção rodoviária com veículos agrícolas – Código da Estrada, e Normas aplicáveis
M4 – Veículo seguro – Equipamento de segurança e proteção coletiva do trator – Código do Trabalho e Normas Aplicáveis
M5 – Equipamento de proteção individual
M6 – Conduzir e operar com o trator em segurança
M7 – Conduzir o trator em condições perigosas e operar com orgãos ativos
M8 – Intervenção técnico-pedagógica do formador
Avaliação

M8 – Intervenção técnico-pedagógica do formador



1 – Formação presencial/em sala (turma)


– Avaliação de reação – A efetuar no final da ação de formação.
– Avaliação Formativa – A efetuar nos módulos de I a VII através de testes, trabalhos individuais ou em grupo.
– Avaliação sumativa – No final da ação são efetuadas duas provas de avaliação de conhecimentos. Uma prova teórica, que consiste num teste escrito incidindo sobre o conteúdos de todos os módulos. A prova prática incide sobre as aptidões e comportamento do formando perante uma situação e realiza-se através da simulação de uma
sessão formativa dirigida a operadores de trator sobre um módulo ou unidade de formação do Curso “Conduzir e operar o trator em segurança”. Ambas as provas são realizadas individualmente. As provas de avaliação serão realizadas e classificadas nos termos definidos no regulamento específico do curso.
Serão considerados com aproveitamento, os formandos que tenham tido assiduidade (o limite de faltas para efeitos de aproveitamento não deve exceder 10% das horas totais do curso) e que obtenham uma pontuação final, resultante da média das pontuações obtidas na avaliação das duas provas sumativas (teórica e prática),
igual ou superior a 10 valores. As provas são pontuadas de 0 a 20 valores. Aos formandos com uma pontuação final igual ou superior a 10 valores, será atribuída a classificação final “Com aproveitamento”.


Confere Certificado de Qualificações, emitido pelo Sistema de Informação e Gestão da Oferta Educativa e Formativa (SIGO) do Ministério da Educação, conforme Portaria nº 474/2010, de 8 de Julho, com enquadramento legal no Sistema Nacional de Qualificações – Decreto-Lei nº 396/2007.
Certificado de Formação Profissional homologado pela ICNF e aquisição de competências especificas para ser técnico ou formador da componente em causa.