Técnicos de Micologia-Cogumelos Silvestres (TM-CS

230.00

Contacto para próxima edição

REF: 532 Categoria:

Descrição


Localidade
Bragança




Data Início
16/09/2021




Data Fim
16/10/2021




Cronograma




Observações




Inscreva-se



Idade Mínima: 0
Idade Máxima: 0
Situação: Empregados por conta própria
Empregados por conta de outrem – Internos
Empregados por conta de outrem – Externos

Habilitações Mínimas: Bacharelato
Habilitações Específicas: Formação superior nas áreas das ciências agrárias, ou da biologia. São ainda elegíveis os candidatos com curso profissional igual ou superior ao nível 4 ou equivalente, nas áreas agrícola e florestal.


Capacitar os formandos com conhecimentos teóricos e práticos sobre cogumelos silvestres com interesse comercial, para prestarem apoio técnico especializado a coletores de cogumelos, organizações de produtores e empresas da área.


Introdução
Módulo I – Diagnóstico da situação
Módulo II – Caracterização deste recurso silvestre
Módulo III – Caracterização dos fungos
Módulo IV – Taxonomia
Módulo V – Toxicidade e envenenamento por fungos
Módulo VI – Métodos e técnicas de colheita e identificação de cogumelos silvestres
Módulo VII – Normalização e comercialização
Avaliação e encerramento

Avaliação e encerramento



1 – Formação presencial/em sala (turma)


Nos módulos de I a VII é efetuada avaliação formativa através de testes ou de trabalhos individuais ou em grupo (no módulo VII, uni.5, os formandos deverão saber identificar cogumelos com recurso a microscópio).
A avaliação de conhecimentos é composta por duas provas de natureza sumativa, uma teórica e outra prática. Esta prova prática é efetuada no módulo VI, individual ou em grupo, os formandos efetuarão trabalhos de laboratório e de campo sobre boas práticas de colheita, taxonomia e toxicidade de cogumelos. A prova teórica é efetuada com base em teste escrito, incidindo sobre todas as temáticas do curso.


Serão considerados aprovados, os formandos que tenham tido assiduidade e que obtenham uma pontuação final, resultante esta da média das pontuações obtidas na avaliação sumativa realizada nas provas prática e teórica, igual ou superior a 10. As provas são pontuadas de 0 a 20. Aos formandos aprovados é atribuída a classificação final “Com aproveitamento”.

Confere Certificado de Qualificações, emitido pelo Sistema de Informação e Gestão da Oferta Educativa e Formativa (SIGO) do Ministério da Educação, conforme Portaria nº 474/2010, de 8 de Julho, com enquadramento legal no Sistema Nacional de Qualificações – Decreto-Lei nº 396/2007.
Certificado de Formação Profissional homologado pela ICNF e aquisição de competências especificas para ser técnico ou formador da componente em causa.