Técnico/a Auxiliar de Saúde (PRO)

0.00

APOIOS FINANCEIROS AOS FORMANDOS ATÉ 609,58/mês :

Bolsa de formação até 219,41€ / Mês | +Subsídio de Alimentação 4,77 €/dia (até 104,94€/Mês) | + Pagamento da Totalidade das Despesas de Transporte (se aplicável) | + Subsídio de alojamento até 131,64€/Mês (se aplicável) | +Subsídio de Acolhimento de dependentes até 219,41€/Mês (se aplicável)

DOCUMENTOS OBRIGATÓRIOS PARA FREQUÊNCIA NA AÇÃO :

Cartão Cidadão ou BI + NIF + NISS | Certificado de Habilitações Literárias | IBAN (documento bancário com identificação do/a titular, apenas quando aplicável) | Comprovativo da situação face ao emprego (com data de mês em que inicia a formação ou do mês anterior)

Curso financiado pelo programa POCH, direcionado  para candidatos/as residentes na Região Norte de Portugal.

Contacto para próxima edição

REF: 1071 Categoria:

Descrição


Localidade
Mirandela




Data Início
12/01/2022




Data Fim
23/02/2023




Cronograma




Observações
Curso grátis com apoios financeiros mensais. Horário laboral das 09.00h às 12.30h e das 14.00h às 17.30h.




Inscreva-se




Localidade
Chaves




Data Início
06/01/2022




Data Fim
06/01/2023




Cronograma




Observações
Curso grátis com apoios financeiros mensais. Horário laboral das 09.00h às 12.30h e das 14.00h às 17.30h.




Inscreva-se




Localidade
Vila Real




Data Início
23/02/2022




Data Fim
24/02/2023




Cronograma




Observações
Curso grátis com apoios financeiros mensais. Horário laboral das 09.00h às 12.30h e das 14.00h às 17.30h.




Inscreva-se


Os cursos de educação e formação de adultos enquadram-se no Eixo Prioritário 3 – Aprendizagem, qualificação ao longo da vida e reforço da empregabilidade – do Programa Operacional Capital Humano (POCH), incidindo o presente aviso nos cursos de Educação e Formação de Adultos (EFA), regulamentados pela Portaria n.º 230/2008, de 7 de março, com a redação dada pelas Portarias n.º 711/2010, de 17 de agosto e n.º 283/2011, de 24 de outubro.

Os cursos EFA desenvolvem-se em percursos de dupla certificação do Catálogo Nacional de Qualificações (CNQ), visando obter, designadamente, uma qualificação de nível 2 ou 4 do Quadro Nacional de Qualificações(QNQ).

Será dada prioridade ao envolvimento nos cursos EFA adultos encaminhados pelos Centros Qualifica, devendo por isso em regra representar pelo menos metade dos participantes nos mesmos.


Idade Mínima: 24
Idade Máxima: 64
Situação: Desempregados à procura do 1º emprego
Desempregados à procura de novo emprego – Não DLD
Desempregados à procura de novo emprego – DLD

Habilitações Mínimas: Ensino secundário
Habilitações Específicas: Adultos com idade igual ou superior a 25 anos, à data de início da formação, com o ensino secundário completo e que desejem obter uma qualificação profissional.


No final da formação os formandos deverão desempenhar com autonomia tarefas no âmbito da prestação de cuidados de saúde aos utentes, na recolha e transporte de amostras biológicas, na limpeza, higienização e transporte de roupas, materiais e equipamentos, na limpeza e higienização dos espaços e no apoio logístico e administrativo das diferentes unidades e serviços de saúde, sob orientações do profissional de saúde.

O/A futuro/a Técnico/a Auxiliar de Saúde deverá:
– Auxiliar na prestação de cuidados aos utentes, de acordo com orientações do enfermeiro.
– Auxiliar nos cuidados postmortem, de acordo com orientações do profissional de saúde.
– Assegurar a limpeza, higienização e transporte de roupas, espaços, materiais e equipamentos, sob a orientação de profissional de saúde.
– Assegurar atividades de apoio ao funcionamento das diferentes unidades e serviços de saúde.
– Auxiliar o profissional de saúde na recolha de amostras biológicas e transporte para o serviço adequado, de acordo com normas e/ou procedimentos definidos.


6557 – Rede Nacional de Cuidados de Saúde
6558 – Atividade profissional do/a Técnico/a Auxiliar de Saúde
6559 – Comunicação na prestação de cuidados de saúde
6560 – Comunicação na interação com o utente, cuidador e/ou família
6561 – Trabalho em equipas multidisciplinares na saúde
6562 – Prevenção e controlo da infeção: princípios básicos a considerar na prestação de cuidados de saúde
6563 – Prevenção e controlo da infeção na higienização de roupas, espaços, materiais e equipamentos
6564 – Prevenção e controlo da infeção: esterilização
6565 – Noções gerais sobre células, imunidade, tecidos e órgãos – sistemas osteo-articular e muscular
6566 – Noções gerais sobre o sistema circulatório e respiratório
6567 – Noções gerais sobre o sistema gastrointestinal, urinário e genito-reprodutor
6568 – Noções gerais sobre o sistema neurológico, endócrino e órgãos dos sentidos
6569 – Noções gerais sobre a pele e sua integridade
6570 – Abordagem geral de noções básicas de primeiros socorros
6571 – Técnicas de posicionamento, mobilização, transferência e transporte
6572 – Higiene, segurança e saúde no trabalho no setor da saúde
6573 – Qualidade na saúde
6574 – Cuidados na higiene, conforto e eliminação
6575 – Cuidados na alimentação e hidratação
6576 – Cuidados na saúde do idoso
6577 – Cuidados na saúde infantil
6578 – Cuidados na saúde materna
6579 – Cuidados na saúde mental
6580 – Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis
6581 – Gestão do stress profissional em saúde
6582 – Cuidados de saúde a pessoas em fim de vida e post mortem
6583 – Organização dos espaços, tipologia de materiais e equipamentos específicos das unidades e serviços da Rede Nacional de Cuidados de Saúde
6584 – Manutenção preventiva de equipamentos e reposição de materiais comuns às diferentes unidades e serviços da Rede Nacional de Cuidados de Saúde
6585 – Circuitos e transporte de informação nas unidades e serviços da Rede Nacional de Cuidados de Saúde
PORTEFÓLIO REFLEXIVO DE APRENDIZAGEM-PRA
ESTÁGIO

6565 – Noções gerais sobre células, imunidade, tecidos e órgãos – sistemas osteo-articular e muscular



1 – Formação presencial/em sala (turma)


A avaliação da aprendizagem

A avaliação da aprendizagem de caráter formativo, qualitativo e processual.
O instrumento de suporte para as decisões sobre a validação das aprendizagens do formando é o PRA – o documento que justifica a certificação final.
As validações são feitas ao longo da formação, em momentos “críticos”, como sejam as fases de final de UFCD/atividade integradora em que a equipa considere que há já um conjunto de aprendizagens significativas que justifique uma validação de UFCD do plano curricular, a par com um conjunto de competências transversais do domínio pessoal e social.
Para cada UFCD de 50h, o formador dispõe de 3h em cronograma para orientar o trabalho de PRA do/a formando/a relativamente à validação da respetiva UFCD, caso se trate de uma UFCD de 25h, dispõe de 25h. A par o mediador dispõe de 85 h para consolidar e orientar a construção deste documento de avaliação.
Condições para a dupla certificação:
– o formando deve obter uma avaliação sumativa com aproveitamento em todas as componentes do seu percurso formativo e respetivas UFCD, incluindo a FPCT.
– na formação de base, a certificação depende da validação dos quatro resultados de aprendizagem definidos para cada UFCD.

Modelo utilizado para o registo formal da avaliação das aprendizagens:
– Mod.CF.246.00 – Grelha de avaliação da UFCD;
– Mod.CF.247.00 – Grelha de autoavaliação da UFCD (realizada pelo formando/a).

Avaliação de Reação:
Sendo esta uma ação de longa duração (com mais de 300 horas), os questionários aplicar-se-ão de 3 em 3 meses ou sempre que tal se justificar.
Os inquéritos por questionário aplicar-se-ão a formandos, formador, coordenador [e entidade cliente quando se aplique].

Avaliação de Desempenho
Sendo esta uma ação de longa duração (com mais de 300 horas), o formador será avaliado sempre que se desencadeie um processo de avaliação,salvo se, decorrente de alguma ocorrência, seja necessário avaliar o seu desempenho antecipadamente.
O desempenho dos formadores é avaliado por formandos, coordenador e pelo próprio. Estas avaliações resultam numa média global de desempenho. Esta média é calculada pelo somatório das apreciações obtidas, divididas pelo número de respostas, sendo que as respostas dos formandos têm um peso de 50%, as do coordenador têm um peso de 40% e as do formador têm um peso de 10%.


Confere Certificado de Qualificações, emitido pelo Sistema de Informação e Gestão da Oferta Educativa e Formativa (SIGO) do Ministério da Educação, conforme Portaria nº 199/2011 de 19 de maio, com enquadramento legal no Sistema Nacional de Qualificações – Decreto-Lei nº 396/2007.