Técnico/a Administrativo/a

0.00

Contacto para próxima edição

Descrição

Os cursos de educação e formação de adultos enquadram-se no Eixo Prioritário 3 – Aprendizagem, qualificação ao longo da vida e reforço da empregabilidade – do Programa Operacional Capital Humano (PO CH), incidindo o presente aviso nos cursos de Educação e Formação de Adultos (EFA), regulamentados pela Portaria n.º 230/2008, de 7 de março, com a redação dada pelas Portarias n.º 711/2010, de 17 de agosto e n.º 283/2011, de 24 de outubro.

Os cursos EFA desenvolvem-se em percursos de dupla certificação do Catálogo Nacional de Qualificações (CNQ), visando obter, designadamente, uma qualificação de nível 2 ou 4 do Quadro Nacional de Qualificações(QNQ).

Será dada prioridade ao envolvimento nos cursos EFA adultos encaminhados pelos Centros Qualifica, devendo por isso em regra representar pelo menos metade dos participantes nos mesmos.


Idade Mínima: 24
Idade Máxima: 64
Situação: Desempregados à procura do 1º emprego
Desempregados à procura de novo emprego – Não DLD
Desempregados à procura de novo emprego – DLD

Habilitações Mínimas: 3º ciclo (9º ano)
Habilitações Específicas: Adultos com idade igual ou superior a 23 anos, à data de início da formação, sem ensino básico ou secundário completo que pretendam completar qualquer ciclo de ensino não
superior e/ou que desejem obter uma qualificação profissional.


Organizar e executar tarefas administrativas relativas ao funcionamento de uma empresa ou serviço público.

O/A futuro/a Técnico/a Administrativo/ deverá:

– Organizar e executar tarefas relacionadas com o expediente geral da empresa ou serviço público, utilizando equipamento informático e equipamento e utensílios de escritório.
– Atender e informar o público interno e externo à empresa ou serviço público.
– Efetuar a gestão do economato da empresa ou serviço público.
– Organizar e executar tarefas administrativas de apoio à atividade comercial da empresa.
– Executar tarefas de apoio à contabilidade geral da empresa ou serviço público, nomeadamente analisar e classificar a documentação, de forma a sistematizá­la para posterior tratamento contabilístico.
– Executar tarefas administrativas de apoio à gestão de recursos humanos.


CP_1 – Liberdade e responsabilidade democráticas
CP_4 – Processos identitários
CP_5 – Deontologia e princípios éticos
STC_5 – Redes de informação e comunicação
STC_6 – Modelos de urbanismo e mobilidade
STC_7 – Sociedade, tecnologia e ciência – fundamentos
CLC_5 – Cultura, comunicação e média
CLC_6 – Culturas de urbanismo e mobilidade
CLC_7 – Fundamentos de cultura, língua e comunicação
CLC_LEI_1 – Língua estrangeira – iniciação – inglês
CLC_LEC_1 – Língua estrangeira – continuação – inglês
0649 – Estrutura e comunicação organizacional
0651 – Técnicas de digitação
6225 – Técnicas de normalização documental
0653 – Arquivo – organização e manutenção
0755 – Processador de texto – funcionalidades avançadas
0656 – Técnicas documentais em língua portuguesa
0661 – Circuito documental na organização
0654 – Ficheiros de contactos – organização e manutenção
0695 – Gestão informatizada de documentos
0563 – Legislação comercial
6223 – Direito aplicado às empresas – algumas especificidades
0670 – Contrato de compra e venda
0668 – Ficheiros de armazém e contas correntes
0672 – Gestão económica das compras
0571 – Aplicações informáticas de gestão – área comercial
0658 – Língua inglesa – comunicação administrativa
0659 – Língua inglesa – documentação comercial
0666 – Noções básicas de fiscalidade e impostos sobre o consumo
6227 – Tributação das pessoas coletivas (IRC)
6222 – Introdução ao código de contas e normas contabilísticas
6214 – Sistema de Normalização Contabilística
6216 – Modelos de demonstrações financeiras
0664 – Aplicações informáticas de contabilidade
0674 – Função pessoal – legislação laboral
0676 – Legislação fiscal na função pessoal
8534 – Sistema de segurança social
0677 – Recursos humanos – processos de recrutamento, seleção e admissão
0678 – Recursos Humanos – processamento de vencimentos
0673 – Controlo de tesouraria
0704 – Atendimento – técnicas de comunicação
1602 – Gestão de reclamações e conflitos com clientes/fornecedores
6736 – Recursos humanos – relatório único
7853 – Ideias e oportunidades de negócio
8598 – Desenvolvimento pessoal e técnicas de procura de emprego
8600 – Competências empreendedoras e técnicas de procura de emprego
PORTEFÓLIO REFLEXIVO DE APRENDIZAGEM-PRA
ESTÁGIO

CLC_7 – Fundamentos de cultura, língua e comunicação



1 – Formação presencial/em sala (turma)


A avaliação da aprendizagem

A avaliação da aprendizagem de caráter formativo, qualitativo e processual.
O instrumento de suporte para as decisões sobre a validação das aprendizagens do formando é o PRA – o documento que justifica a certificação final.
As validações são feitas ao longo da formação, em momentos “críticos”, como sejam as fases de final de UFCD/atividade integradora em que a equipa considere que há já um conjunto de aprendizagens significativas que justifique uma validação de UFCD do plano curricular, a par com um conjunto de competências transversais do domínio pessoal e social.
Para cada UFCD de 50h, o formador dispõe de 3h em cronograma para orientar o trabalho de PRA do/a formando/a relativamente à validação da respetiva UFCD, caso se trate de uma UFCD de 25h, dispõe de 25h. A par o mediador dispõe de 85 h para consolidar e orientar a construção deste documento de avaliação.
Condições para a dupla certificação:
– o formando deve obter uma avaliação sumativa com aproveitamento em todas as componentes do seu percurso formativo e respetivas UFCD, incluindo a FPCT.
– na formação de base, a certificação depende da validação dos quatro resultados de aprendizagem definidos para cada UFCD.

Modelo utilizado para o registo formal da avaliação das aprendizagens:
– Mod.CF.246.00 – Grelha de avaliação da UFCD;
– Mod.CF.247.00 – Grelha de autoavaliação da UFCD (realizada pelo formando/a).

Avaliação de Reação:
Sendo esta uma ação de longa duração (com mais de 300 horas), os questionários aplicar-se-ão de 3 em 3 meses ou sempre que tal se justificar.
Os inquéritos por questionário aplicar-se-ão a formandos, formador, coordenador [e entidade cliente quando se aplique].

Avaliação de Desempenho
Sendo esta uma ação de longa duração (com mais de 300 horas), o formador será avaliado sempre que se desencadeie um processo de avaliação,salvo se, decorrente de alguma ocorrência, seja necessário avaliar o seu desempenho antecipadamente.
O desempenho dos formadores é avaliado por formandos, coordenador e pelo próprio. Estas avaliações resultam numa média global de desempenho. Esta média é calculada pelo somatório das apreciações obtidas, divididas pelo número de respostas, sendo que as respostas dos formandos têm um peso de 50%, as do coordenador têm um peso de 40% e as do formador têm um peso de 10%.


Confere Certificado de Qualificações, emitido pelo Sistema de Informação e Gestão da Oferta Educativa e Formativa (SIGO) do Ministério da Educação, conforme Portaria nº 199/2011 de 19 de maio, com enquadramento legal no Sistema Nacional de Qualificações – Decreto-Lei nº 396/2007.


 

Também pode gostar…