Condutor e manobrador de empilhadores

100.00

Formação não financiada. Pode efetuar o pagamento de 100€ por referência multibanco (aquando inscrição a plataforma gere os códigos), ou, se preferir pode efetuar transferência bancária para o nº de IBAN IBAN PT50 0033 0000 01090445223 09. É solicitado o envio do comprovativo, relativo ao pagamento através de transferência bancária, para o mail formar@consultua.com

Contacto para próxima edição

REF: 722 Categoria:

Descrição


Localidade
Vila Real




Data Início
03/02/2021




Data Fim




Cronograma




Observações
Formador : António Oliveira
PERFIL DE COMPETÊNCIAS:
Consultor e Auditor nas áreas dos Sistemas de Gestão | Doutorado em Segurança e Saúde Ocupacionais *Pós-graduação em Gestão pela Universidade do Minho | Licenciatura em Engenharia Biológica pela Universidade do Minho | Técnico Projetista de 3º e 4º Categoria de Risco – SCIE | Técnico Superior de Higiene e Segurança Ocupacionais (TSHT) | Técnico Especialista em Ambiente (TEA) | Membro da Ordem do Engenheiros




Inscreva-se


Esta ação de formação tem enquadramento legal no âmbito:
– da Lei 50/2005, de 24 de fevereiro relativo às prescrições mínimas de segurança e de saúde para a utilização pelos trabalhadores de equipamentos de trabalho que refere: “… os equipamentos de trabalho automotores só podem ser conduzidos por trabalhadores devidamente habilitados…”;
– do Código do Trabalho, Lei 7/2009, no seu artº 127º que refere que o empregador deve: “…Contribuir para a elevação da produtividade e empregabilidade do trabalhador, nomeadamente proporcionando–lhe formação profissional adequada a desenvolver a sua qualificação…” e no seu artº 133.º refere que o conteúdo da formação contínua é determinada por acordo ou, na falta deste, pelo empregador, caso em que deve coincidir ou ser afim com a atividade prestada pelo trabalhador.


Idade Mínima: 18
Idade Máxima: 65
Situação: Desempregados à procura do 1º emprego
Empregados por conta própria
Desempregados à procura de novo emprego – Não DLD
Desempregados à procura de novo emprego – DLD
Empregados por conta de outrem – Internos
Habilitações Mínimas:
Habilitações Específicas: Trabalhadores e/ou operadores de empilhadores, ou candidatos a esta função


Os formandos deverão ser capazes de manobrar empilhadores de forma segura, garantido o cumprimento das regras de segurança aplicáveis ao manuseamento destes veículos e à movimentação de cargas dos mesmos.


Condutor e manobrador de empilhadores



1 – Formação presencial/em sala (turma)


Avaliação da Aprendizagem:
Diagnóstica:
No início da ação é realizado um levantamento de expetativas, que congrega também o domínio da temática, e que não tendo qualquer intenção classificativa, tem como objetivo a identificação dos conhecimentos e expetativas que os formandos possuem no momento de entrada na ação, permitindo e legitimando, se necessário, ajustes aos conteúdos e métodos a utilizar com o grupo e individualmente.
Formativa:
Promovida no decurso da ação, pretende identificar desvios aos objetivos fixados, detetar problemas e aplicar soluções, nomeadamente, a definição de eventuais planos de recuperação, tendo sempre em vista o reajuste da estratégia pedagógica do formador no sentido de atender a percursos individuais e de grupo. A avaliação formativa consubstancia-se em diversas estratégias que implicam sempre o feedback do formador, quer em suporte escrito, quer em suporte oral/presencial a partir da realização das designadas “Propostas de Trabalho” [instrumento construído com base nos pressupostos das metodologias participativas, investigativas/ativas].
Sumativa:
A avaliação sumativa realiza-se no final da unidade de formação de curta duração.
A metodologia de avaliação prevê, para além, da avaliação dos conhecimentos científicos e competências técnicas, a avaliação de competências transversais, de âmbito comportamental, bem como o exercício de autoavaliação do formando que terá sempre a oportunidade de refletir e tomar consciência do seu percurso de aprendizagem.
Assim, o processo de avaliação passa pela construção e/ou aplicação de:
– Enunciado da Avaliação de Competências (Mod. CF.065);
– Corrigenda da Avaliação de Competências (Mod. CF.069);
– Grelha de Correção da Avaliação de Competências (Mod. CF.070);
– Avaliação de Competências Transversais (Mod. CF. 073) [participação, responsabilidade, relações interpessoais, autonomia, adaptação a uma nova tarefa, criatividade, espírito crítico, trabalho em equipa, motivação, assiduidade e pontualidade];
– Autoavaliação das Competências do Formando (Mod. CF.059);
– Registo da Avaliação do Formando por Objetivo de Aprendizagem (Mod. CF.125).
Avaliação de Reação:
Sendo esta uma ação de curta duração (com menos de 300 horas), os questionários aplicar-se-ão no final da mesma.
Os inquéritos por questionário aplicam-se a formandos (Mod.CF.60), formador (Mod.CF.61), coordenador (Mod.CF.62).
Avaliação de Desempenho:
Sendo esta uma ação de curta duração (com menos de 300 horas), o formador será avaliado uma vez, no final da ação, salvo se, decorrente de alguma ocorrência, seja necessário avaliar o seu desempenho antecipadamente.
O desempenho dos formadores é avaliado por formandos (Mod. CF. 170), coordenador (Mod. CF. 169) e pelo próprio formando (Mod. CF. 168). Estas avaliações resultam numa média global de desempenho. Esta média é calculada pelo somatório das apreciações obtidas, divididas pelo número de respostas, sendo que as respostas dos formandos têm um peso de 50%, as do coordenador têm um peso de 40% e as do formador têm um peso de 10%.
Os resultados da avaliação de reação e desempenho são tratados no Relatório de Avaliação Final da Ação.


Confere Certificado de Qualificações, emitido pelo Sistema de Informação e Gestão da Oferta Educativa e Formativa (SIGO) do Ministério da Educação, conforme Portaria nº 474/2010, de 8 de Julho, com enquadramento legal no Sistema Nacional de Qualificações – Decreto-Lei nº 396/2007